O que é AVC?

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) ocorre quando há um entupimento ou o rompimento dos vasos que levam sangue ao cérebro. Isso acontece porque o cérebro, para funcionar adequadamente, necessita de oxigênio e determinados nutrientes que provêm do sangue. Portanto, quando há um rompimento no fluxo sanguíneo, as células do cérebro começam a morrer. Assim, a área cerebral afetada fica paralisada, ocasionando diversos problemas cerebrais, podendo até chegar à morte.

O AVC é uma das doenças que mais matam no mundo, e por isso, quanto antes for diagnosticado, menos danos o paciente sofrerá. No Brasil, o AVC causa a morte de 130 mil. Além disso, estima-se que, em 2030, o número mundial de mortes pode ser de 7,8 milhões.

Dependendo da causa do AVC ele pode ser hemorrágico ou isquêmico. O AVC isquêmico, que é o mais comum, se dá quando há uma obstrução da artéria. Já o hemorrágico é quando um vaso cerebral se rompe, e ocorre um sangramento em algum ponto do sistema nervoso. Muitas vezes podem ocorrer vários AVCs pequenos que as pessoas nem notam.

O grande problema é que a maioria das pessoas não prestam atenção aos sintomas, e começam a tratar tarde. Sem o tratamento adequado, a longo prazo, esse tipo de doença pode afetar a memória do paciente. Os cinco principais sinais de que se está tendo um AVC são fraqueza de um lado do corpo, dormência de um lado do corpo, perda de visão súbita, dificuldade para falar e, por último, uma forte tontura.

A doença não afeta exclusivamente pessoas idosas, apesar de ser mais comum em quem tem acima de 55 anos. Quando o AVC ocorre em crianças, costuma ser por doenças genéticas. Já nos jovens, a principal causa é quando há alguma lesão na parede do vaso que leva sangue ao cérebro. Para os jovens, as chances de uma recuperação total podem chegar a 100%. Isso se deve ao fato deles possuírem uma maior neuroplasticidade no cérebro.

Para combater o AVC, nós da Amor e Cuidado – cuidadores de pessoas, recomendamos que todos se previnam. Uma boa dieta, associada com exercícios físicos, o controle da pressão arterial, do diabetes, do colesterol e do triglicerídeo diminuem as chances de o indivíduo ter a doença.