Porque o cuidador é tão importante na vida do idoso

A terceira-idade chega para todos, e com ela podem aparecer limitações físicas, às vezes até mesmo mentais, fazendo com que a pessoa longeva dependa dos cuidados de terceiros. Um profissional qualificado é a melhor escolha quando o assunto é zelar pelo bem-estar de um idoso.

Os cuidados poderiam ficar a cargo de um familiar, mas nem todo mundo tem a disponibilidade necessária para cuidar de uma pessoa idosa. Tentar se desdobrar entre as tarefas no trabalho, na casa e com o parente que precisa dos cuidados, pode gerar estresse e desgaste mental.

Atenção

O idoso pode se sentir sozinho nos momentos em que seus responsáveis estão no trabalho, durante esse horário, o cuidador será a companhia que ajudará a amenizar um possível sentimento de abandono, mesmo que irreal e momentâneo. Um cuidador qualificado sabe como dialogar com alguém de terceira-idade, sendo também o ouvinte do qual o idoso sentiria falta durante o dia.

Conhecimento para lidar com o idoso

Em setembro de 2007, um estudo bibliográfico foi divulgado pela Escola Anna Nery do Rio de Janeiro. Entre outros tópicos, o estudo comenta sobre uma pesquisa feita em um hospital do Rio Grande do Sul referente a cuidadores de idosos profissionais e os chamados “cuidadores por obrigação”, sendo estes os parentes que ficavam responsáveis por idosos da mesma família. Esses cuidadores eram os que frequentemente queixavam-se da tarefa que precisavam exercer.

Um cuidador profissional estaria disponível para atender às obrigações para manter a saúde física e mental do idoso, com ausência de reclamação, já que ele está ali justamente para oferecer os cuidados necessários, aliviando assim os parentes de precisarem adicionar um número ainda maior de tarefas ao seu cotidiano.

Imprevistos

Alguém capacitado saberá lidar com imprevistos de saúde da pessoa idosa. Com calma e instrução, os primeiros cuidados serão aplicados. Em casos mais graves, o cuidador estará totalmente disponível para levar o idoso ao pronto-socorro.

Proporcionar um envelhecimento mais saudável para quem está com a saúde fragilizada ou em risco, não é uma tarefa fácil. Mas para alguém que se especializou na área de cuidadores de idosos, o trabalho é empenhado com afeto e paciência, proporcionando uma experiência diária que ajuda a melhorar a qualidade de vida.

Requisitos médicos 

O cuidador pode acompanhar a pessoa de idade em consultas ou exames. Já no caso de um idoso que está passando por tratamento, delicado ou não, ele pode apresentar melhor evolução em seu quadro com o auxílio de um profissional da área. Os cuidados diários ajudam a diminuir a demanda por serviços do ramo da saúde e o agravamento de doenças pré-existentes.

O trabalho de um profissional não apenas traz praticidade para o dia a dia do idoso, um bom cuidador tem o poder de fazer a pessoa de terceira-idade se sentir novamente o ponto principal de sua história de vida. O resultado dessa boa relação baseada em respeito mútuo será uma melhora na alto-estima, o que ficará nítido para a família responsável por quem recebe os cuidados.