Cuidador de idosos em Brasília – Diabetes

O Cuidador de idosos em Brasília precisa saber como tratar uma idoso com diabetes, você sabe o que é? Os fatores de Riscos? Tipos de Diabetes? Diagnostico do tratamento? Hipoglicemia? Insulina?

A deficiência da vitamina provoca a intolerância à glicose, altera a secreção de insulina e, com isso, faz surgir a Diabetes tipo 2. Você que é cuidador de idosos em Brasília, sabia disso?

A falta de vitamina "D" pode provocar a diabete tipo 2, e quem já é portador da diabete a falta da vitamina pode atrapalhar ainda mais o controle glicêmico e pode desenvolver outros problemas metabólicos.

Você sabe quantas pessoas vive com diabetes no Brasil? Mai de 13 milhões, isso representa quase 7% da população do Brasil.  e se eu te falar que esse numero cresce cada vez mais.

Hoje, no Brasil, há mais de 13 milhões de pessoas vivendo com diabetes, o que representa 6,9% da população. E esse número está crescendo. Em alguns casos, o diagnóstico demora, favorecendo o aparecimento de complicações. Pode ser que você ou alguém próximo tenha diabetes.

E você sabe o que é diabetes? Tem muito cuidador de idosos em Brasília que não sabe o que é? Pode acreditar!

Diabetes é uma doença crônica na qual o corpo não produz insulina ou não consegue empregar adequadamente a insulina que produz.

Mas o que é insulina? É um hormônio que controla a quantidade de glicose no sangue. O corpo precisa desse hormônio para utilizar a glicose, que obtemos por meio dos alimentos, como fonte de energia.

Quando a pessoa tem diabetes, no entanto, o organismo não fabrica insulina e não consegue utilizar a glicose adequadamente. O nível de glicose no sangue fica alto -  a famosa hiperglicemia. Se esse quadro permanecer por longos períodos, poderá haver danos em órgãos, vasos sanguíneos e nervos.

Uma grande parte desses diabéticos herdaram geneticamente de seus parentes, se você sabe de alguém na família que tem diabetes as chances de você  ter também são grandes, o cuidador de idosos em brasília precisa saber o histórico familiar de seus pacientes, isso facilitária com o cuidado.

Os pesquisadores estão se esforçando, porém não há pesquisas conclusivas sobre os fatores de risco  para o Diabetes Tipo 1.

 Fatores de risco para Diabetes Tipo 2

Pessoas que apresentam fatores de risco para o desenvolvimento de Diabetes Tipo 2 devem fazer consultas médicas periódicas e exames com frequência. Você deve ficar mais atento se:

 

Tem diagnóstico de pré-diabetes – diminuição da tolerância à glicose ou glicose de jejum alterada (Veja em Você já ouviu falar de pré-diabetes?)

Tem pressão alta;

Tem colesterol alto ou alterações na taxa de triglicérides no sangue;

Você que é Cuidador de idosos em Brasília sabia que está acima do peso, principalmente se a gordura estiver concentrada em volta da cintura é um grande fator de risco?

Tem um pai ou irmão com diabetes;

Tem alguma outra condição de saúde que pode estar associada ao diabetes, como a doença renal crônica (veja em Complicações);

Teve bebê com peso superior a quatro quilos ou teve diabetes gestacional (veja em Diabetes Gestacional);

Tem síndrome de ovários policísticos;

Teve diagnóstico de alguns distúrbios psiquiátricos, como esquizofrenia, depressão, transtorno bipolar;

Tem apneia do sono;

Recebeu prescrição de medicamentos da classe dos glicocorticoides.